Cliquemania

Corneto OláHá quem encare a oração como a voz da fé. A esta luz, o post, o follow , o like e o link são contas do rosário digital. A reza separa as águas e move cavalos. Há revoluções rezadas. Os  cliques vitaminam a seiva comunicacional. Ambos convocam a magia. Já Montaigne escrevia no séc. XVI: “Parece, na verdade, que nos servimos das nossas orações como de um jargão, à semelhança daqueles que empregam palavras santas e divinas em feitiçarias e efeitos de magia” (Montaigne, Essais, cap. XXI).

Pelos vistos, os “likes” não curam à distância, nem concorrem para a cura (vídeo 1). À telemedicina falta-lhe ainda esse milagre. Mal não seja, os “likes” animam os internautas enredados. Um clique para ti, um clique para mim… E a vida sorri! (vídeo 2). Entretanto, vale a pena atender a este provérbio africano: “E enquanto você reza, vá fazendo!” Uma boa divisa para o apelo dos Médicos sem Fronteiras.

Anunciante: Doctors without borders. Título: Jonas. Agência:  Kommunikationsbureauet København, Copenhagen. Dinamarca, Julho 2013.

Olá. Um corneto para ti, um corneto para mim. Portugal, anos 80.

Etiquetas:, , , , , , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: