Archive | Maio 2012

Metamorfose mecânica

Do caldeirão das bruxas ao velódromo da internet, o sapo é um dos petiscos simbólicos mais prezados. Cúmulo das virtualidades metamórficas (e.g. “O Príncipe Sapo”), incarna a ideia de Victor Hugo de que entre o belo e o feio a fronteira é muito ténue (e.g., o Cocas de Os Marretas é um sapo castiço; ver vídeo 2). Há belas máquinas. Os carros, por exemplo. Mas o relógio rivaliza com todas elas. Um relógio que se transforma em sapo mecânico adquire o requinte adicional de um híbrido estético (ver vídeo 1), que muito apreciariam artistas como François Desprez (séc. XVI) ou Giovanni Battista Braccelli (séc. XVII).

Marca: Tag Heuer. Título: Frog. Agência: Clm BBDO. França, Maio 2011.

Marca: Bmw. Título: Kermit. Alemanha. 2006.

Neu de - online dating service. Frog Prince. Alemanha, Dez. 2008

Neu de – online dating service. Frog Prince. Red Urban. Alemanha, Dez. 2008

Publicidade a dobrar

Um anúncio dentro de um anúncio só pode ser obra de publicitários. O cão parece ter queda para a publicidade. Mostra a utilidade do produto e não esquece a sensibilização do público. A meu ver, aposta demais na primeira e de menos na segunda.

Marca: Thinkbox. Título: Dogs. Agência: The Red Brick Road. Direção:  Si & Ad. UK, Maio 2012.

A dança da vida

Pina Bausch

Uma antiga aluna colocou este trailer (Pina, de Wim Wenders, 2011) no meu mural, acompanhado com estas amáveis palavras: “Enquanto via este filme só me lembrava das suas aulas e de Elias”. Resta-me pegar no trailer com muito cuidado e gratidão, como quem pega numa rosa, e plantá-lo no blogue.

Aqui há gato!

Há anúncios que incluem postais ilustrados, há outros que neles se inspiram. Um bombeiro salva um gatinho. Ambos ficam com calor e com sede. Eis uma história breve que lembra uma sequência de postais ilustrados. Porquê? Talvez pelo enquadramento. Talvez pela pose. Talvez pela estática. Talvez pela estética. Talvez pela presença do gatinho. Desde os primórdios dos postais ilustrados que os gatos constam entre os motivos mais prezados. Não direi tanto dos bombeiros, embora alguns apareçam, acalorados, em alguns postais ilustrados contemporâneos.

Marca: Sauza Tequila. Título: Fireman And Kitten Amazingness. Agência: Euro Rscg. Direção: Matt Lenski. EUA, Maio 2012.

A presença de Portugal num mapa do séc. XVI

Diego Gutiérrez, Mapa da América, 1562. Para maior resolução: 1. Clicar no mapa; 2. Clicar em 2000-2176

Este País com dores de dependência, encontrámo-lo onde menos esperamos. Pesquisei há tempos a obra de Hieronymus Cock (Antuérpia; c. 1510-1570), editor que publicou gravuras de vários artistas notáveis, entre os quais Hieronymus Bosch e Pieter Bruegel. Chamou-me a atenção o Mapa da América, de 1562, do cartógrafo espanhol Diego Gutiérrez, para o rei Filipe II. O mais extenso e pormenorizado mapa do que então se conhecia do continente americano. Aparecem três armas reais a demarcar outros tantos territórios: da monarquia francesa, perto do atual Canadá; da monarquia portuguesa, junto à costa da Argentina e do Brasil; e da monarquia espanhola, entre ambas. A marca de Portugal aparece ainda a propósito do “caminho marítimo para a Índia”: várias embarcações junto às Ilhas de Cabo Verde são identificadas como “a flota de Portugal que va par Calicute”.

Ver Portugal com outros olhos

“Portugal – Terra” é obra marcada pela generosidade. Produzido em 2012 pela associação portuguesa aidnature.org, é um vídeo pedagógico e encantador. Portugal, como se sabe, é uma beleza, o tal “jardim à beira-mar plantado”! Mesmo sem os portugueses, ausentes nestas imagens, mas espécie cada vez mais ameaçada no seu habitat natural e sujeita ao risco de emigração. Tomei conhecimento deste “Portugal – Terra” através do Nelson, um pescador de vídeos altamente recomendáveis.

Masculinidades

Havia povos onde existia uma “casa dos homens”. Homens e mais homens a fazer, entre homens, coisas de homens. Jagermeister, uma bebida de origem alemã, “was invented by a passionate hunter as a strong drink to toast achievements and seal bonds amongst strong men”. Poder-se-á falar em ressurgimento dos valores da masculinidade na publicidade? Aliás, estes alguma vez desapareceram? Deixaram de ser ostensivos? Foram, porventura, eufemizados? Este anúncio é como o algodão, não engana: resume-se a “homens e mais homens a fazer, entre homens, coisas de homens” para agradar a homens e a mulheres.

Marca: Jagermeister. Título: A Seat at the Table. Agência: Mistress Prettybird. Direção: Albert Hughes. EUA, Maio 2012.

A identidade é um luxo

A identidade é um luxo. Residual como um diamante ou ilusória como um espelho. De camada em camada, de versão em versão, de pose em pose, não há uma última máscara. Nem sequer funerária. Assim é no cinema, assim é na publicidade, assim parece ser na vida. Este anúncio, Metamorphosis, reincide no tema da transfiguração. “The luxury of beeing yourself” is a kind of alchemy. Identidade pessoal rima com pedra filosofal e com Santo Graal. Neste longo anúncio, a qualidade e o entusiasmo quase esquecem a marca, reduzida a um piscar de olho fugaz.

Marca: Conrad Hotels & Resorts. Título: Metamorphosis. Agência: Y&R New York. Direção: Nick Losq. EUA, Maio 2012

Sharingan

Há décadas que os manga e os animee têm vindo a conquistar espaço no imaginário ocidental. E a publicidade tem-lhe feito as devidas vénias. Nos últimos dias, saíram dois anúncios inspirados nas artes marciais orientais: um chinês, às calças Levi’s, e outro brasileiro, à cerveja Budweiser. Ambos lembram os filmes de Bruce Lee e a clássica série Kung Fu, com David Carradine.

Marca: Levis Denizen. Título Kung Fu. Agência: JWT Shangai-Hong Kong. Direção: Eric Randstell. China, Maio 2012

Marca: Budweiser. Título: The Great Preparation. Agência: Africa, São Paulo. Direção: Armando Bo. Brasil, Maio 2012.

Desventuras de um esquilo na idade da técnica

Mais uma retoma da criação publicitária. Desta vez é o desditoso esquilo da Idade do Gelo. Os mesmos traços, os mesmos gestos, a mesma vontade e o mesmo fracasso.

Peugeot. Partner Tepee Family. Age de glace 1. França, Maio 2012.

Peugeot. 308 SW Family. Age de glace 2. França, Maio 2012.

Peugeot. 5008 Family. Age de glace 3. França, Maio 2012.