As Folhas Mortas

Há experiências que vão e voltam, mas não nos largam. As Feuilles Mortes, traduzidas para inglês como Autumn Leaves, regressam, agora, pela mão do trabalho de um aluno sobre “o saxofone e a música contemporânea”. Já tinha “postado” a canção, mas o link foi desactivado. A internet está repleta de vazios digitais com epitáfio: “Este vídeo não está disponível porque a conta YouTube associada a este vídeo foi encerrada”. São folhas mortas de um outro género. Um destes dias vou dedicar-me a catar estes zombies electrónicos. Seguem um pequeno excerto, em português, da letra da canção Les Feuilles Mortes, a versão saxofone de Stan Getz e a interpretação de Yves Montand. Sem esquecer o quadro de Remedios Varo (1908-1063).

Remedio Varo. Les feuilles mortes. 1956

Remedio Varo. Les feuilles mortes. 1956

As folhas mortas recolhem-se com uma pá
Tu vês, não me esqueci…
As folhas mortas recolhem-se com uma pá
As recordações e os remorsos, também
E o vento do norte leva-os consigo
Na noite fria do esquecimento.


Stan Getz. Autumn Leaves


Yves Montand à l’Olimpia. Les Feuilles Mortes.

Etiquetas:, , , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: