O suplício da intimidade

Pieter Brueghel the Elder. The Wedding Dance, circa 1566.

Pieter Brueghel the Elder. The Wedding Dance, c. 1566. Será que no séc. XVI os homens também tinham problemas com a roupa interior?

Acontece aos homens sentir desconforto nas partes indiscretas. Segundo o anúncio da Tommy John, o incómodo provém da roupa interior. Experimente a marca! Alívio imediato. As partes baixas foram, desde sempre, uma tentação, humorística, da publicidade. Mais do que as partes altas: honoráveis, corretas e notórias. O caldeirão vende mais que o ceptro.

Marca: Tommy John. Título: The Big Adjustment. Agência: Preacher. Direcção: Guy Shelmerdine. Estados Unidos, Outubro 2015.

Etiquetas:, , , , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

One response to “O suplício da intimidade”

  1. Beatriz Martins says :

    O caldeirão sempre foi o suporte do ceptro!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: