A Cruz de Ferro

Brum do Canto. A Cruz de Ferro

Brum do Canto. A Cruz de Ferro

Em tempos de clouds e megabases, existem cópias de filmes que se perdem irreparavelmente. Há cerca de dois anos, a Câmara Municipal de Melgaço pretendeu projetar o filme A Cruz de Ferro (1968). Realizado por Jorge Brum do Canto, o filme foi rodado e estreado em Castro Laboreiro. A ideia era replicar a estreia: no mesmo local, com lençóis a servir de ecrã… Infelizmente, não se encontrou uma única cópia utilizável. Nem sequer na Cinemateca. O filme A Cruz de Ferro é mais um pássaro Dodo!

O vídeo Film is Fragile, do British Film Institute, aborda, precisamente, a necessidade urgente de preservar as cópias dos filmes. O resultado condiz com a reputação da produtora The Mill.

Anunciante: British Film Institut. Título: Film is Fragile. Produção: The Mill. Reino Unido, Outubro de 2015.

Etiquetas:, , , , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

2 responses to “A Cruz de Ferro”

  1. Beatriz Martins says :

    A vida é frágil! Que dizer de um filme?

Trackbacks / Pingbacks

  1. Regresso à Cruz de Ferro | Tendências do imaginário - Maio 11, 2016

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: