A vontade de beber

Ampulheta. Verão Super Bock.

Não tenho destacado devidamente a publicidade portuguesa. Parto do princípio de que os seguidores do Tendências do Imaginário já a conhecem. Um duplo erro: no ano 2018, as consultas provenientes de Portugal resumem-se a 18,8%. Tendência do Imaginário não é uma página apenas para portugueses. Oito em cada dez consultas provêm do estrangeiro. Em segundo lugar, muitos portugueses desconhecem a publicidade nacional, por não exposição, por exemplo, aos canais em que é difundida.
A Super Bock pertence às marcas consistentes e distintas da publicidade portuguesa. Frisa a excelência, contrata as melhores agências nacionais e internacionais, os anúncios caracterizam-se pelo apuro pragmático e estético da fotografia, da imagem, do ritmo, da música, do texto, do tema e do lema. São anúncios com personalidade que convocam, explicitamente, três valores: a confraternização, a amizade e a autenticidade, normalmente num ambiente festivo de exaltação colectiva, de preferência nacional, em que a linguagem corporal suplanta a palavra. O primeiro anúncio enquadra-se neste padrão. O segundo é, no meu entender, uma pequena excepção na paleta da Super Bock. Existe confraternização e amizade, mas em “segundo plano”. O primeiro plano centra-se na autenticidade na relação de um jovem casal.
Permitam-me um reparo despropositado: o início do anúncio “90 anos a fazer amigos” causa-me uma leve estranheza; o povo não me parece português. Os meus estereótipos apontam, eventualmente, para o povo irlandês. Não sei por quê. Talvez as coberturas: muitos bonés, alguns chapéus e boinas, só militares. Em suma, já não tenho olhos de ver.
A música dos anúncios da Super Bock é decisiva. Uma escolha criteriosa. Cada anúncio é acompanhado pelo correspondente vídeo musical.

Marca: Super Bock. Título: 90 anos a fazer amigos. Agência: O Escritório. Direcção: José Pedro Sousa. Portugal, Março de 2017.
Benjamin Clementine. Nemesis. At least for now. 2015.
Marca Super Bock. Título: Momentos. Produção: Ministério dos Filmes. Direcção: José Pedro. Portugal, 2008.
Brandi Carlile. The Story. The Story. 2007.

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: