O reino de Taquicardia

O filme Le Roi et l’Oiseau (1980) constitui um bom exemplo de articulação entre a animação (Paul Grimault), a música (Wojciech Kilar e Joseph Kosma) e o texto (Jacques Prévert). Vale a pena ver este episódio da pintura do retrato do rei de Taquicardia.

Algumas das mais belas canções francesas tiveram a assinatura de Joseph Kosma e Jaques Prévert. A mais célebre é, porventura, Les Feuilles Mortes, com a interpretação de Yves Montand, que também cantou Le Chant des Partisans (letra de Joseph Kessel e Maurice Druon e música de Anna Marly, 1943). Trata-se de um hino da resistência francesa contra a ocupação nazi,  de que o filme Le Roi et l’oiseau representa, a seu modo, uma parábola surrealista.

Etiquetas:, , , , , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Trackbacks / Pingbacks

  1. Margens (Ficção) | Tendências do imaginário - Março 3, 2019

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: