Tag Archive | François Desprez

Surreal: o homem piano

banff-centre-things-you-cant-unthink-600-70113

Encontrei no sapatinho das maravilhas este anúncio do Banff Center for Arts and Creativity, do Canadá. Estranho e delirante, vibra nos meus sentidos com uma invulgar ternura surreal. Discute-se nas redes sociais se é ou não arte. Afirma-se mais original, criativo e impactante do que muita arte que tive o privilégio de observar. Mas, se é ou não arte, que o ponderem os juízes da estética. Lembra-me arte. Arte da melhor! Por exemplo, Hieronymus Bosch (ver https://tendimag.com/2016/12/19/hieronymus-bosch-death-metal/) ou François Desprez (ver https://tendimag.com/2012/04/21/criaturas-pantagruelicas-1/).

A lembrança é amiga da vadiagem do espírito. Lembrei-me dos Ban (Irreal Social, Surrealizar, 1988). Conquistaram um apreciável sucesso nacional no final dos anos oitenta. É um grupo com música identificável. Uma das qualidades para ser digno de memória. No Tendências do Imaginário, os visitantes portugueses estão em minoria. Não admira. O blogue fala do mundo em língua portuguesa. Podia falar de Portugal, ou do mundo, em língua estrangeira. Sempre seria mais friendly! Seja como for, Portugal, embora nem sempre pareça, faz parte do mundo. Venham os Ban! Pim-Pam-Pum!

Marca: Banff Center. Título: Things you can’t unthink. Agência: Cossette Toronto. Direcção: Rodrigo García Saiz. Canadá, Abril 2017.

Hieronymus Bosch. Jardim das Delícias. Instrumentos musicais.

Jardim das Delícias inferno 4Minolta DSCJardim das Delícias Inferno 6Jardim das delícias 7

Hieronymus Bosch. Jardim das delícias. Inferno. Detalhes. 1503-1504.

François Desprez. Songes Drolatiques. Homens instrumentos musicais.

F19F21Les songes drolatiques de Pantagruel ...

François Desprez. Songes Drolatiques. 1565.

Ban, Irreal Social, Surrealizar, 1988.

Criaturas pantagruélicas 3

Tal como aconteceu com os Caprichos de Francisco Goya, Salvador Dali retocou 25 dos 120 desenhos de François Desprez. Se estes já eram bizarros e oníricos, Salvador Dali surrealizou-os à moda do séc. XX. E se já eram ousados do ponto de vista sexual, mais ousados ficaram. Os Songes Drolatiques de Desprez e os Caprichos de Goya são extraordinários. Pois Dali passou por ali. E deixou a sua marca inconfundível.

Criaturas pantagruélicas 2

O interesse pelas personagens grotescas criadas por François Rabelais atravessou fronteiras. Atente-se nestas  gravuras alemãs do século XIX. Contanto coloridas, não se afastam do registo das gravuras de François Desprez (ver: https://tendimag.wordpress.com/wp-admin/post.php?post=2722&action=edit).

Fig 1. Atribuído a Rabelais. Denkmäler des Theatres VIII. Mappe Groteskkomödie und Stegreifstück. München R. Piper & Co., 0, Plate 15.Séc. XIX

Fig 2. Atribuído a Rabelais. Denkmäler des Theatres VIII. Mappe Groteskkomödie und Stegreifstück. München R. Piper & Co., 0, Plate 15.Séc. XIX