Tag Archive | Barcelona

Somos emoção

Gran Teatre del Liceu de Barcelona

“O mar não pode enamorar-se. As pedras não podem chorar. O fogo não sabe o que é a paixão. As árvores nunca entenderão o que é a solidão. Os animais não têm remorsos. As flores ignoram o que é a beleza”.

Mas tu sentes emoções. “Só tu consegues viver a ópera”. Vai à ópera.

Um anúncio simples que apanha o nosso imaginário a contramão. Por exemplo, “o fogo não sabe o que é a paixão” ou “as flores ignoram o que é a beleza”. Mas nós sabemos. Inteligente.

Anunciante: Gran Teatre del Liceu de Barcelona. Título: Emociones. Agência: AMV BBDO. Espanha, 2001.

A pele do mundo

Nike Football Barcelona

“As palavras são para mim corpos tocáveis, sereias visíveis, sensualidades incorporadas (…) Minha pátria é a língua portuguesa (Fernando Pessoa).

A Nike acaba de publicar um anúncio de homenagem ao FC Barcelona e à cultura catalã. O anúncio é falado integralmente em catalão. Nada de espantar! Na publicidade da Nike não faltam louvores e valores: empenhamento, crença, abnegação, resistência, sucesso… Os anúncios insurgem-se, por exemplo, contra o racismo e a dominação masculina. Este anúncio, The Ball Makes Us More, assemelha-se, aliás, ao anúncio Nothing Beats a Londoner (Fevereiro 2018), que mitifica a “invencibilidade” dos londrinos. Em língua inglesa, naturalmente.

As grandes marcas não renunciam a uma causa por esta ser escaldante. Recorde-se os anúncios contra o muro da fronteira anunciado por Donald Trump. Quem faz os anúncios da Nike é a Wieden + Kennedy, porventura a melhor agência de publicidade da actualidade. Não duvido que a Nike venha a lucrar com este misto de desporto, território e língua. As grandes marcas promovem causas sociais consumíveis no sofá mediático: o corpo almofadado e os olhos no ecrã. Parafraseando Luc Boltanski, o público adere à distância, a uns três metros da tela electrónica, simulacro da pele do mundo.

Marca: Nike Football. Título: The Ball Makes Us More. Agência: Wieden + Kennedy. Direcção: Wally Pfister. Europa, Março 2018.

Marca: Nike. Título: Nothing Beats a Londoner. Agência: Wieden + Kennedy (London). Direcção: MEGAFORCE. Reino Unido, Fevereiro 2018.

Erótica política

patria-vimema

O Américo, antes de vir das arábias, enviou-me um anúncio escaldante relativo ao Salón Erótico de Barcelona Apricots 2016. O discurso da estrela porno aplica-se só a Espanha? Ou serão os nossos ouvidos? Se mal me lembro, a última vez que Portugal e Espanha partilharam alguma coisa foi, há cem anos, a gripe espanhola. Fico sossegado. Para terminar esta espécie de comentário, como classificar este discurso político a partir de uma almofada erótica recostada à Pátria? Uma ressurreição das gravuras de Goya? Uma erótica política? (Grau Duhart, O., 2013, “La materialidad de los vínculos para pensar una (im)posible erótica política”, disponível em http://www.memoria.fahce.unlp.edu.ar/trab_eventos/ev.2910/ev.2910.pdf).

Anunciante: Salón Erótico de Barcelona Apricots 2016. Título: Pátria. Agência: Vimema. Direcção: Carles Valdes. Espanha, Setembro 2016.

A Bola e o Avião

Qatar Airways. BarcelonaDeve ser isto o futebol total! Transbordante! Como o Deus de Pascal: uma esfera cuja circunferência está em parte nenhuma e o centro em todo o lado (https://tendimag.files.wordpress.com/2011/10/futebol-c-grc3a1ficos1.pdf). A capacidade de propagação do futebol ultrapassa a do escaravelho da batata. “Respire futebol. Coma futebol. Beba coca-cola”. Sabendo que tudo gira à volta da bola, o que têm em comum o futebol e os aviões? Arrisco uma resposta: ambos nos transportam às nuvens, subindo e descendo num instante. Pese o protagonismo do futebol, este anúncio transpira moda e multimédia: Barcelona Fashion versus Qatar Airways Digital Art. E respira mitologia. Novos titãs roubam o fogo aos deuses, para apoteótica pirotecnia em terra. Nos videojogos, nos animes, na publicidade… Este anúncio, bem concebido e bem executado, é um bom exemplo de parceria globalizada, que “une o mundo”: marca do Qatar, protagonista espanhol e agência holandesa. Uma última nota: ao visionar este anúncio insinua-se uma sensação, frequente na publicidade, de deambulação não-lugar, cheio de lugares comuns. Nada de estranho, as primeiras imagens são de um aeroporto, o exemplo de não lugar para Marc Augé. Pelos vistos, somos convidados a conhecer a fantástica e fictícia ilha do FC Barcelona, na companhia dos heróis e dos símbolos da equipa “azul y grana” e de Julieta, uma bela e bem disposta hospedeira. Para mais informação: http://fcb.qatarairways.com/.

Anunciante: Qatar Airways. Título: Qatar and FC Barcelona – A team that unites the world. Agência 180 Amsterdam. Direção: Nick Gordon. Holanda, Agosto 2013.