Vidas sem bastidores

Que a nossa vida quotidiana é fragmentada, já há muito que o sabemos. Mas o que começa a afligir não é a fragmentação em si, mas a corrosão dos bastidores em cada fragmento e das transições entre fragmentos. Estes bastidores e estas transições são fulcrais para o restauro das fachadas e o resguardo do ego (self). É ao risco de fragmentação sem bastidores nem transições que alude este anúncio brasileiro relativo a um festival de cinema.

Aceder ao vídeo no seguinte endereço: http://www.fnazca.com.br/index.php/2011/10/03/bom-dia-boa-tarde-boa-noite/

Anunciante: 17º Festival Internacional de Arte Contemporânea SESC – Videobrasil. Título: Bom dia. Boa Tarde. Boa Noite. Agência: F/Nazca Saatchi & Saatchi, São Paulo. Direcção: Pedro Becker. Brasil, Outubro 2011.

Etiquetas:, , , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: