Tag Archive | coreografia

Mergulho e ascensão da mulher. Coreografia subaquática

julie gautier

AMA. Julie Gautier. 2018.

Ama é uma palavra japonesa que significa “mulher do mar”. Nesta curta-metragem, realizada e interpretada por Julie Gautier, uma mulher, fustigada pela chuva, vê-se mergulhada na piscina mais profunda do planeta. Sujeita à gravidade da água, protagoniza uma coreografia sofrida que culmina numa suspensão, num equilíbrio, que precede a ascensão libertadora.

The rain falls like so many tears on a young woman in a little black dress. We dive into her eyes as we dive into her soul drowned in sorrow. The woman is lying on the bottom of the water. She gets up slowly and begins to dance. Her movements are graceful, but her feet are heavy on the bottom. Despite gravity reveal the weight on her shoulders. The music gets faster, the dancer rises faster, breaks free of gravity until she flies off. She falls as exhausted by this fight against herself before finally ascending to the surface. Her face shines, she releases a bubble of air, the pain is gone, life can resume its place (https://www.y-40.com/en/events-program-/1292-ama-international-women-s-day-.html).

A performance de Julie Gautier é fantástica. Convém realçar que o marido, Guillaume Néry, é campeão mundial de mergulho livre (freediving). A curta-metragem AMA foi concebida para o Dia Internacional da Mulher.

This film speaks a lot to women, because it was written by and for women but it is not exclusive to women. I do not want to make it a militant film, nor feminist. For me, it’s just an open door for the heart of a woman (Julie Gautier: https://www.y-40.com/en/events-program-/1292-ama-international-women-s-day-.html).

AMA oferece-se como uma curta-metragem minuciosamente concebida e realizada. A coreografia subaquática é, ao mesmo tempo, surpreendente e encantadora. A estética deu ares de sua graça e foi a banhos.

Título: AMA. Realização e interpretação: Julie Gautier. Coreógrafa: Ophélie Longuet. Produção: Spark Seeker/Les Films Engloutis. França, Março 2018.

Manequins

sevres-24-fashion-film-feature-image

A publicidade abre-se cada vez mais à coreografia e à dança. 24 Sèvres é uma loja online que propõe peças de vestuário exclusivas de marcas consagradas. Presente em mais de 70 países, está associada ao “grand magasin” Le Bon Marché, localizado, precisamente, no nº 24 da rue de Sèvres, em Paris. No anúncio “Where fashion comes to life”, os manequins ganham vida, como num conto de E.T.A. Hoffmann. É preciso substituí-los. Estamos preparados? Que belos manequins que nós dávamos…

Marca: 24 Sèvres. Título: Where fashion comes to life. Agência: Fred & Farid Paris. Direcção: Nicolas Winding Refn. França, Setembro 2017.

Anúncio: Limpeza Acrobática

Oferece-se mecânico para limpeza de espaços imundos. Garante-se música, ritmo, dança, beleza e, caso necessário, anti-corrupção.

Uma coreografia fantástica com música a preceito. The Mechanic, da Cillit Bang, é um anúncio de rara qualidade.

Confirma-se que os produtos de limpeza são o reduto dos super-heróis da publicidade. Carregar na imagem para aceder ao anúncio.

Cillit_Bang_INT_3Marca: Cillit Bang. Título: The Mechanic. Agência: BETC (Paris). Direcção: Michael Gracey. França, Janeiro 2016.

Chá dançante

Quando cismo com uma ideia, sou maçador. Será que o chá também pode inspirar anúncios marcados pela leveza e pela turbulência? Repare-se na máquina de chá Lipton, com a participação do Cirque du Soleil! E o chá Kusmi! Nada, porém, que a Água das Pedras ou a Expo 98 não tenham borbulhado…

Carregar nas imagens para aceder aos respectivos vídeos.

T.O Lipton

Marca: T.O Lipton. Título: Cirque du Soleil / Revolution des saveurs. Agência: Adam&Eve DDB London. Direcção: Saam Farahmand. Reino Unido, Novembro 2015.

kusmi_tea_beaute_des_melanges_anastasia-4

Marca: Kusmi Tea. Título: La Beauté des Mélanges. Agência : Quai des Orfèvres. Direcção: Robert Cohen. Janeiro 2014.

Água das Pedras imagem

Marca: Água das Pedras. Título: Mergulha. Agência: Euro RSCG. Direcção: Augusto Fraga. Portugal, 2012.

Sou como sou, agrado a quem agrado

Klaus Nomi Anjo

O anúncio #yourrules, da House of Fraser, é uma dança de resistência coreografada por Parris Goebel. É, no entanto, a música, You Don’t Own Me, interpretada por Grace, que mais agita os neurónios. A canção original, de Leslie Gore (1964), foi retomada por vários cantores entre os quais Klaus Nomi (1981).

Para visualizar, carregar na imagem ou no seguinte endereço: https://www.youtube.com/watch?v=4wwWEzwJ6Ps:
House of fraserMarca: House of Fraser. Título: #yourrules. Agência: 18 Feet & Rising. Reino Unido, Novembro 2015.

Para visionar, carregar na imagem ou no seguinte endereço: https://www.youtube.com/watch?v=d-Yrg9xNSS0

KLAUS NOMI & JOEY ARIASKlaus Nomi. You Don’t Own Me. 1981

Duas gotas

Ford dos gotas

“Duas gotas iguais como duas gotas de água. A gravidade empurra-as para o vazio. Uma escolhe ser uma linha reta para chegar primeiro. A outra desvia-se para desenhar a mais perfeita das linhas. Duas gotas que nunca foram iguais como uma gota de água”.

“Kinetic Design, a nova corrente de desenho da Ford, desenha a linha dos seus automóveis a partir do movimento.”

A curva e o movimento, o traço do barroco na publicidade automóvel

Marca: Ford. Título: Dos gotas. Agência: JWT Argentina. Direcção: Pucho Mentasti. Argentina, 2009.

Visto de cima

O astronauta. Nazca. Perú.

Figura 1. O astronauta. Nazca. Perú.

A publicidade excede-se. Não há nicho ou alvo que escape. O anúncio indiano ao filme Baahubali (figura 2) mede 4 794 m2 e é recordista do Guinness. O anúncio da BMW, junto ao aeroporto de Frankfürt, mede 30 075 m2, sem homologação pelo Guinness (Figura 3).

Global United Media Company. em Kochi, India, 27 de junho de 2015. 4794 m2.

Figura 2. Global United Media Company. em Kochi, India, 27 de junho de 2015. 4794 m2.

Importa atender aos olhares das alturas, como no caso dos geoglifos do deserto de Nazca, no Perú (ver galeria de imagens no fim do artigo). Os publicitários louvam o consumidor, outros, o sagrado. Se calhar, como anda tudo baralhado, a diferença não é muita.

BMW. Anúncio gigante. Frankfürt. Alemanha. 30 075 m2. Do 14 ao 27 de Setembro.

Figura 3. BMW. Anúncio gigante. Frankfürt. Alemanha. 30 075 m2. Do 14 ao 27 de Setembro.

Vem a propósito a canção Eye in the sky (1982) dos Alan Parsons Project, inserindo-a no enfiamento do artigo dedicado aos Pink Floyd (https://tendimag.com/2015/09/22/caes-porcos-e-carneiros/). Ambos convocam George Orwell: os Pink Floyd, Animal Farm, Alan Parsons Project, 1984. Acresce que Alan Parsons foi engenheiro de som dos Pink Floyd em The Dark Side of the Moon. A canção Eye in the Sky está um pouco datada. Como eu.

Alan Parsons Project. Sirius/Eye in the sky. Eye in the sky. 1982.

Mas não é apenas com pedras, terra e placas que se constroem figuras gigantescas. Também se desenham e animam imagens compostas por pessoas para condor ver. Por exemplo, na abertura dos jogos olímpicos ou dos campeonatos mundiais de futebol.

Pyongyang, North Korea. 2015.

Figura 4. Pyongyang, North Korea.

Os ditadores têm particular apetência por estas “coreografias” (Figura 4). Muitos anúncios publicitários entregam-se a estas configurações com humanos. Um dos mais célebres, por sinal em movimento, é a Big Ad, da Carlton Draugh (https://tendimag.com/2012/09/08/o-grande-bebedor/).

Galeria de imagens: Geoglifos. Nazca. Perú.

A aparência partilhada

Under Armour. Rule yourself

O anúncio Rule Yourself, da Under Armour, logra um belo efeito. Um número elevado de pessoas desenham padrões e coreografias. Nesta multiplicação humana, a emergência é ínfima. Se o todo é mais do que a soma das partes, neste caso pouco vai além da soma das partes. Em suma, estamos confrontados com massas humanas.

Existia um jogo infantil com rede e pins todos iguais mas de várias cores. O objectivo era construir figuras dispondo os pins coloridos ao longo da rede. Se os “preguinhos” são indispensáveis ao jogo, o artista é a criança. Com as figuras humanas, também existe “um grande arquitecto” que dispõe da(s) massa(s). Acodem-me as paradas da Coreia do Norte, os jogos olímpicos, o futebol, os desfiles militares e determinadas manifestações religiosas. Pela desfocagem, o participante é um quase nada, um ponto numa rede artificial. Promove-se uma replicação com trejeitos totalitários. No caso do anúncio, trata-se da multiplicação virtual do mesmo, uma clonagem, não tanto para a diluição do eu e mais para a sua cintilação, uma aparência partilhada numa ilusão galáctica.

Marca: Under Armour. Título: Rule Yourself. Agência: Droga 5. Direcção: Wally Pfister. USA, Agosto 2015.

Patinagem

rekorderlig-cidre-skaters

Este anúncio sueco é simplesmente fantástico. Aguardo os vossos comentários.

Marca: Rekorderlig. Título: Silver Skaters. Agência: Saatchi & Saatchi (London). Direcção: Andreas Nilsson. Suécia, Junho 2015.

Baloiços

Air france 2

Mais um anúncio assinado pela BETC para a Air France. Uma coreografia com baloiços, o mais universal e o mais infantil dos engenhos de voo, uma espécie de pêndulo suspenso com gente dentro. Ganhamos balanço, que perdemos ao pisar o chão. O anúncio contempla alguns símbolos da França: a moda, a gastronomia, o french kiss… Adivinha-se o esmero na escolha e adaptação da canção (Glass Candy). Na próxima, viajo com a Air France: inspiração, conforto e elegância. Recomendo estes três anúncios da BETC para a Air France: https://tendimag.com/2011/09/15/um-voo-sem-asas/.

Marca: Air France. Título: Air France is in the air. Agência: BETC. Direcção: We are from L.A. Internacional, Março 2015.