Tag Archive | comércio

Ganância

Centrepoint

A publicidade tira-me do sério. Soltar as rédeas à ganância, onde é que tal se viu? Ganância, muita ganância, se faz favor, que as nossas tendas estão à espera. Creio que até Hieronymus Bosch assinava esta procissão de pecados. Quem resiste à cobiça e à gula? Nem as crianças, senhor.

Marca: Centrepoint. Título : Unleash Greed. Agência : BBDO Dubai. Dezembro 2017.

Aqui há gato!

“I wish I could write as mysterious as a cat” (Edgar Allan Poe).

Enquanto espera a barca sagrada, a alma alimenta-se com memórias.

Villard's cat Sketchbook of Villard de Honnecourt, France ca. 1230 BnF, Français 19093

Villard’s cat Sketchbook of Villard de Honnecourt, France ca. 1230.

Enquanto estudante, tive vários colegas reformados. Um deles optou por dedicar a dissertação à simbologia do gato. Falava do antigo Egipto, onde matar gatos era crime, das famílias de gatos nos templos gregos e do gato preto diabolizado pelo papa Inocêncio VIII. Brincava com ele! Cada vez o admiro mais.

O gato das botas, o gato de Cheshire, o gato de Edgar Allan Poe, os gatos de Baudelaire, o Gato Malhado da Andorinha Sinhá, os gatos dos desenhos animados, os aristogatos, a Catwoman, os gatos de Andrew Lloyd Webber ou o gato reciclado do Shrek, todos ronronam no nosso imaginário.

Meowth. Pokémon.

Meowth. Pokémon.

O anúncio Netto-katzen, da marca alemã Netto Marken-Discount, é um compêndio de gatos em movimento. O que me chamou a atenção foi a banda sonora. Apesar de distorcida, recupera a música Music Fly (1977), dos Space. Os Space, banda francesa, granjearam alguma reputação no final dos anos setenta. Apesar de contemporâneos dos Kraftwerk e de Jean-Michel Jarre, a orquestração e a melodia recordam-me, sobretudo, a música de Francis Lai (ver, por exemplo, https://tendimag.com/2014/06/07/bilitis/).

Marca: Netti Marken-Discount. Título: Netto-katzen. Direcção: Brian Lee Hughes. Alemanha, Junho 2016.

Space. Magic Fly. Magic Fly. 1077.

Space. Just Blue. Just Blue. 1978..

 

Livrai-nos do mal

www.mikeyangels.co.uk

Caravaggio. São Mateus com o anjo. 1602.

1. Não julgueis, e não sereis julgados. 2. Porque do mesmo modo que julgardes, sereis também vós julgados e, com a medida com que tiverdes medido, também vós sereis medidos (Mateus 7:1,2).

Os anúncios da PETA trazem-me confuso: trata-se de uma campanha de uma ONG para o “tratamento ético dos animais” ou de uma série de horror? De qualquer modo, atendendo ao propósito, chocar com choque, distinto de “dizer chique com choque”, os anúncios da PETA são notáveis.

Anunciante: PETA. Título: Les Dessous du Cuir. Agência: Ogilvy & Matter. Tailândia, Maio 2016.

Contos de fadas

red_hood_wolf

Contos de fadas, quem os não leu? São chaves do imaginário, e da experiência humana. Atente-se na moral das fábulas de La Fontaine ou do Capuchinho Vermelho.

“Vê-se aqui que crianças jovens, sobretudo moças belas, bem feitas e gentis, fazem muito mal em escutar todo o tipo de gente; e que não é coisa estranha que o lobo tantas delas coma. Digo o lobo, porque nem todos os lobos são do mesmo tipo. Há-os de um humor gracioso, subtis, sem fel e sem cólera, que — familiares, complacentes e doces — seguem as jovens até às suas casas, até mesmo aos seus quartos; mas ai! Quem não sabe que estes lobos delicodoces são de todos os lobos os mais perigosos” (Charles Perrault, O Capuchinho Vermelho, Moralidade, 1697).

Contos de fadas sem fadas? Pouco importa, é pão que cozeu no mesmo forno. Neste anúncio, as fadas são generosas, divertidas e, claro, bonitas e vaidosas: voam sem vassoura, distribuem prendas, transformam roupas, encontram gatos, apagam os media, chamam a neve e aquecem corações. Mais, só na Marks & Spencer.

Marca: Marks & Spencer. Título: Christmas Fairies. Agência: RKCR /Y&R. Direcção: Philippe Andre. Reino Unido, 2014.

A insustentável leveza da compra

Este anúncio encaixa-se que nem uma luva no que tenho andado a estudar: a suspensão da gravidade como levitação e libertação, ou seja, como desprendimento  das amarras da vida e do mundo. A realização aposta nesta leveza eufórica, por sinal partilhada, confinando-a, porém, a uma espécie de não lugares, ao interior de bolas de neve. Que bolas de neve? Aquelas onde cabem a Nossa Senhora de Lourdes, os nossos sonhos, mas não os nossos pecados. Por exemplo, as lojas Matalan, nem mais, nem menos! O que me recorda um velho texto dedicado ao imaginário e à suspensão da experiência nos hipermercados e nos centros comerciais.

Anunciante: Matalan. Título: Christmas Advert 2011. Reino Unido, Novembro 2011.