O relógio do morto

Gosto deste anúncio da Philips, galardoado em Cannes em 2002. Um compacto com impacto. Lembra o Teatro Pobre e, porventura, Samuel Beckett. Uma sepultura, uma pessoa idosa e um som intermitente. Uma única sequência, com uma única personagem . Um “corpo interpelado que fala”. Os argentinos são bons neste género de anúncios. Dominam a arte do absurdo convincente.

Carregar na imagem para visualizar o anúncio. O som é importante.

philips-pile-la-montre-du-mort

Marca: Philips. Título: Cemetery / La montre du mort. Agência: Cravero Lanis Euro RSCG (Buenos aires). Direcção: Kuliok. Argentina, 2002.

Etiquetas:, , , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: