When a blind man cries

Dmitri Shostakovich

Dmitri Shostakovich

Hoje, é Dia Mundial da Música. A Música resiste ao tempo. As imagens, também. Sem esquecer a estupidez. A música toca-nos. Ora mais, ora menos. Recordo um slow dos Deep Purple algo inhabitual: When a blind man cries (1972), Não integrou nenhum álbum, apenas a face B de um single. Ritchie Blackmore embirrou com a canção. Nem sequer ao vivo a tocavam! Sem Ricthie Blackmore, substituído, primeiro, por Joe Sartriani e, em seguida, por Steve Morse, a banda recuperou a canção. Uma das melhores interpretações ocorreu durante a Celebração de Jon Lord (falecido em 2012) no The Royal Albert Hall, em 2014 (https://www.youtube.com/watch?v=yItNkVyJ2Vg&list=RDyItNkVyJ2Vg#t=451). Vou colocar a versão original. Não há versão como a primeira! E para bem temperar, acrescento o concerto de piano nº2 de Shostakovich.

Deep Purple. When a blind man cries. 1972.

Dmitri Shostakovich .Piano Concerto No. 2 in F major, Op. 102: II. Andante.

Etiquetas:, ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

One response to “When a blind man cries”

  1. Beatriz Martins says :

    A música, aviva e sentires, com ou sem estupidez, é de facto um grande meio de comunicação.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: