O Sentido de Comunidade num Mundo às Avessas

Grotesque flutist. French_illuminated_manuscript. illustration 1408 MS Douce.144 f 28v.

Grotesque flutist. French illuminated manuscript. illustration 1408 MS Douce. 144 f 28v. Séc. XV?

Há uns dez anos, escrevi um artigo sobre a praxe. Ainda o assunto não fervia. Não é um texto pensado por um pensador pensativo. Intentava apenas compreender. Mas compreender para quê quando, hoje, se sabe tudo e quase só importa avaliar?  Apesar de me ter sido encomendado, o texto ostenta a marca do diletantismo. Naquele tempo, os praxantes já trajavam de negro, mas a praxe ainda não. Junto um pdf sem as imagens e com gralhas. A referência é: “O sentido de comunidade num mundo às avessas: o realismo grotesco nas tradições académicas de Braga”, FORUM, nº30, Jul./Dez., 2001, pp. 75-89. Este artigo nunca esteve disponível online. Esta é a vez primeira.

O sentido de comunidade num mundo às avessas

 

Etiquetas:, , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: