Mascarada

A máscara encobre, protege, liberta, excede e absorbe. Segundo Stanislavski, a personagem tende a tomar conta da pessoa. Pele da pele, a máscara (in)veste a carne, os ossos e o que resta do espírito.

Estas vinte máscaras antigas celtas, gregas e romanas, provenientes do arco sobreendividado que se estende da Grécia até à Irlanda, passando por Portugal, talvez ajudem a variar da careta de bom aluno.

Etiquetas:, , , , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: