Prazer de Amor: O bom faz mal

Plaisir d'AmourPlaisir d’Amour é uma canção francesa memorável. Foi composta em 1784 por Jean-Paul Égide Martini (1741-1816) a partir de um poema de Jean-Pierre Claris de Florian (1755-1794). Berlioz adaptou-a, em 1859, para orquestra. Foi interpretada por inúmeros cantores, entre os quais Nana Mouskouri, Karrin Allyson, Joan Baez, Marianne Faithfull e Tino Rossi. Diz a canção que “prazer de amor dura apenas um instante; desgosto de amor dura toda a vida”. Ocorre-me, a despropósito, um tópico da tradição judaico-cristã: o que é bom pode ser mal. Até o mais sublime dos prazeres se resume a uma trinca na maçã. Seguem duas interpretações: uma, clássica, mas bem-humorada, da Orquestra de André Rieu, com voz da brasileira Carmen Monarcha e da australiana Misusia Louwerse; a segunda é uma interpretação de jazz muito livre, mas incontornável, de Jacky Terrasson (álbum A Paris, 2001).

Plaisir d’Amour, pela Orquestra de André Rieu, com Carmen Monarcha e Misusia Louwerse. Dresden, 2008.

Plaisir d’Amour, por Jacky Terrasson, álbum A Paris, 2001.

PLAISIR D’AMOUR

Plaisir d’amour ne dure qu’un moment.
chagrin d’amour dure toute la vie.J’ai tout quitté pour l’ingrate Sylvie.
Elle me quitte et prend un autre amant.Plaisir d’amour ne dure qu’un moment.
chagrin d’amour dure toute la vie.Tant que cette eau coulera doucement
vers ce ruisseau qui borde la prairie,Je t’aimerai me répétait Sylvie.
L’eau coule encore. Elle a changé pourtant.Plaisir d’amour ne dure qu’un moment.
chagrin d’amour dure toute la vie.
The pleasure of love lasts only a moment
The pain of love lasts a lifetime.I gave up everything for ungrateful Sylvia,
She is leaving me for another lover.The pleasure of love lasts only a moment,
The pain of love lasts a lifetime.”As long as this water will run gently
Towards this brook which borders the meadow,I will love you”, Sylvia told me repeatedly.
The water still runs, but she has changed.The pleasure of love lasts only a moment,
The pain of love lasts a lifetime.

Etiquetas:, , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: