Tag Archive | tradição

Noite dos medos. O Carnaval macabro

Noite dos Medos. Melgaço. Noite de 31 de Outubro de 2018. Produção: Rádio Vale do Minho.

A segunda edição da Noite dos Medos de Melgaço ultrapassou as expectativas. Centenas de pessoas partilharam medos numa catarse colectiva respaldada na tradição. Nenhum medo escapou, nem sequer “os medos que metem medo a um susto”. Numa noite para aquecer, com chamas e queimadas, o protagonista foi o corpo, mascarado, pintado, representado, dançado e comunicado. Revitaliza-se, tribalmente, a memória e reinventa-se o passado.

Acrescento duas músicas a condizer: The End, dos The Doors, e Highway to Hell, dos AC/DC. Faltavam no Tendências do Imaginário. Dispus os vídeos por ordem de estreia. A menor qualidade do som e da imagem do vídeo dos The Doors é compensada pelo facto de se tratar de uma actuação ao vivo no próprio ano do lançamento da música (1967).

The Doors. The End. The Doors. 1967.

AC/DC, Highway to Hell. Original: Highway to Hell. 1979.

Manifesto contra a liquidez

quinoterapia

Quino. Quinoterapia. 1995.

Em O Amor Líquido (Relógio D’Agua, 2008), o sociólogo Zygmunt Bauman diagnostica um afrouxamento dos laços sociais. Mais passageiros e mais “escorregadios”. Pois o anúncio Valores, da MoviStar, parece um manifesto contra a liquidez. Atente-se no texto:

Dizem que o Natal já não é como dantes
Dizem que hoje as crianças já não escrevem cartas
Que já não nos olhamos nos olhos
E que se perdeu a magia
Dizem que antes eramos felizes com nada
Que já não compartilhamos
Dizem que hoje não ajudamos sem pedir algo em troca
E que já ninguém se coloca no lugar do outro
Dizem que as famílias já não estão unidas
Que digam o que quiserem.

As imagens do anúncio revelam o contrário. Curiosamente, trata-se de um anúncio de uma operadora de telecomunicações. Poucas profissões lidam tanto com os valores como a publicidade. Investiga-os e mobiliza-os. Na sociologia, um erro corrige-se, na publicidade, paga-se. Não se pode sustentar que a publicidade é anti-líquida; muitos anúncios apostam na liquidez, mas numa liquidez que pode vir de longe, como de longe vem a “solidez” do espírito de Natal. A contemporaneidade é sólida e “desfaz-se no ar”? Ou é líquida e escorre por entre os dedos? Talvez sólida como a areia e líquida como os coágulos.

Marca: MoviStar. Título: Navidad “valores”. Agência: Dhélet Y&R Latam. Direcção: Maxi Blanco. Argentina, Dezembro 2016.

Amarante. Uma terra dos diabos

 
MCAC emRedart

O curso de mestrado em Comunicação, Arte e Cultura, da Universidade do Minho, não tem parado de receber e visitar. A apresentação da obra do pintor Gil Vicente, A Escola da Primavera em Melgaço, a visita à Galeria Emergentes Dst e, na próxima semana, o projeto enRed’arte, de Amarante.

Fractais: Tecnologia, design e cultura

Um pequeno e belíssimo  documentário sobre uma inovação que combina a matemática dos fractais com os desenhos locais tradicionais. Um exemplo de indústria criativa que nos vem do outro lado do mundo, da Indonésia.

Intel Visibly Smart : Batik Fractal.   Amsterdam Worldwide.  Setembro 2011.