Tag Archive | performance

Sushi

japanese sushi

Pensamento oriental do dia: A quem se põe em bicos de pés, algum dia escorregará o tapete.

Publiquei o anúncio japonês Meeting, da Gin No Sara, há mais de seis anos. Lançado em 2010, é um anúncio merece ser recordado. O meu comentário foi, então, lacónico:

Este anúncio é especial. E não parece. É uma construção de 2º grau: um anúncio que parodia e caricatura a publicidade. O resultado é singular e didáctico. Vale a pena estar atento ao extremo oriente.

Prossigo lacónico. O anúncio parodia com humor uma reunião de direcção de uma agência de publicidade. Parodia, também, um processo de decisão. Prossegue com uma performance. Encadear situações díspares comporta riscos. Não detectamos, porém consequências perversas. Ajuda, provavelmente, o facto de o corte entre as duas partes ser ostensivamente assumido. A performance com o casal de jovens combina simplicidade e comunicatividade. A publicidade preza o isomorfismo, bem como a alegoria. A ligação entre o “lego humano” e o sushi é brilhante. Ambos lembram o Yin-Yang.

Para terminar, uma actuação ao vivo do grupo japonês Wagakki Band.

Marca: Gin No Sara Sushi Delivery. Título: Meeting. Agência: Dentsu Tokyo. Japão, Março 2010.

Traditional Japanese Modern Music Dance. Wagakki Band. Live.

Livrai-nos do mal

www.mikeyangels.co.uk

Caravaggio. São Mateus com o anjo. 1602.

1. Não julgueis, e não sereis julgados. 2. Porque do mesmo modo que julgardes, sereis também vós julgados e, com a medida com que tiverdes medido, também vós sereis medidos (Mateus 7:1,2).

Os anúncios da PETA trazem-me confuso: trata-se de uma campanha de uma ONG para o “tratamento ético dos animais” ou de uma série de horror? De qualquer modo, atendendo ao propósito, chocar com choque, distinto de “dizer chique com choque”, os anúncios da PETA são notáveis.

Anunciante: PETA. Título: Les Dessous du Cuir. Agência: Ogilvy & Matter. Tailândia, Maio 2016.

A escada para o céu

O Sonho de Jacob. Capela Palatina de Palermo. Itália. Meados do séc. XII.

O Sonho de Jacob. Capela Palatina de Palermo. Itália. Meados do séc. XII.

O anúncio Camionushka, da Ford Argentina, apresenta um, dois, três, quatro, cinco camiões, cinco camiões empilhados. Tudo igual ao mesmo em equilíbrio e movimento.

Camionushka me parece que tiene un humor justo y cuenta de manera casi literal el feauture del producto. Fue un enorme desafío poder hacerlo, con pruebas previas, cálculos, medidas, pesos, etc.” (Toni Waissman, direcção geral criativa, agência Blue Hive).

Camionushka nos cautivó desde un primer momento ya que lograba plasmar los 4 pilares de este producto: robustez, seguridad, tecnología y confort” (Juan Carlos Janocko, gerente de vendas e marketing dos camiões Ford).

Nada de valores pós-materialistas (Ronald Inglehart, The silent Revolution, 1977), nada de afrouxamentos líquidos (Zygmunt Bauman, Liquid Modernity, 2000). Nem sequer o Van Damme do anúncio aos camiões Volvo ou a respectiva paródia aérea com Chuck Norris.

Uma vez sobrepostos, estes camiões lembram uma escada, a escada do sonho de Jacob, em versão peso pesado.

Anunciante: Ford Argentina. Título: Camionushka. Agência: Blue Hive Argentina. Direcção: Roi Ricci. Argentina, Abril 2016.

Marca: Volvo. Título: The Epic Split Feat. Van Damme. Agência: Forsman & Bodenfors, Gottenburg. Suécia, 2013.

Paródia do anúncio da Volvo, com Chuck Norris. 2013.

O caos e o código

“Isn’t it something that a single breath has the power to spawn an entire storm a thousand miles away? We cannot predict it. We can only bear witness to the wonder” (anúncio Chaos Theory).

Há anúncios invulgares, que convocam a desordem para albergar o improvável, a modos como o surf, o deslize em ondas que não voltam. Uma estética que concilia performance individual e comunhão tribal. Um anúncio excelente. Inspirador.
Para aceder ao anúncio, carregar na imagem.

Surf

Marca: World Surfing League. Título: Chaos Theory. Agência: Mistress. Direcção: Dan DiFelice. USA, Dezembro 2015.

A Arte de Comusicar

Bobby McFerrinPara entreter um amigo, três performances de Bobby McFerrin. Um espectáculo!

A dança do gineceu

Depois do anúncio androcêntrico da Guinness (Bring it to life), segue um anúncio ginecêntrico da Kotex (2K evolution), com e para mulheres, e realizado  por mulheres (direção criativa: Alexandra Araburú; produção: Claudia Kolich). Por iniciativa da Kotex, na capital do Perú, “um mar de chicas bailaron sincronizadas a lo largo de 2 kilometros. Primera maraton coreografica del mundo. Encabezo el grupo Vania Masias, la siguieron más de 600 chicas!”. Qual o objetivo? “We want to celebrate the new role of the woman in our society. This new woman with more attitude, that is free and secure on their actions. So anyone with her unique style can express her own femininity. And the best way to show the people that the women’s are celebrating is dancing”. Homens? Só um ou outro emplastro a assistir. Estereótipo por estereótipo, os homens lançam foguetes, martelam, rasgam a terra, abrem conchas e erguem árvores, à boa maneira das análises de Sigmund Freud e de Gilbert Durand. As mulheres dançam, sorriem, expressam-se. “Celebram a sua feminidade”. Registe-se que a publicidade aposta cada vez mais neste tipo de (mega) performances coletivas.

Marca: Kotex. Título: 2k evolution. Agência: Marca Registrada. Perú, Maio 2012.