Tag Archive | metamorfose

Não fazer compras dá azar

Sears. The Denskies. MediumEvitar fazer compras dá azar. Os Denksies são uma família que anda sempre à cata de esquemas alternativos às compras. O resultado é uma série de catástrofes. Medium é um dos anúncios da campanha da Sears. Foi publicado por altura do Halloween, com bruxas, monstros, feitiços e metamorfoses a condizer. Registe-se, por último, a ascensão da galinha no ranking mediático.

Marca: Sears. Título: Medium. Agência: mcgarrybowen, Chicago. Direção: Martin Granger. USA, Novembro 2013.

Extensões

Stephane Levallois. ButterflieStephane Levallois é um desenhador francês nascido em 1970 que se tem dedicado à banda desenhada, mas também aos videogames, ao cinema, à curta-metragem e à publicidade. Seguem dois trabalhos: Butterfly, uma curta-metragem, de 2006; e Banknotes , um anúncio de sensibilização para a Sidaction, de 2011, produzido pela agência Leo Burnett de Paris.

A identidade é um luxo

A identidade é um luxo. Residual como um diamante ou ilusória como um espelho. De camada em camada, de versão em versão, de pose em pose, não há uma última máscara. Nem sequer funerária. Assim é no cinema, assim é na publicidade, assim parece ser na vida. Este anúncio, Metamorphosis, reincide no tema da transfiguração. “The luxury of beeing yourself” is a kind of alchemy. Identidade pessoal rima com pedra filosofal e com Santo Graal. Neste longo anúncio, a qualidade e o entusiasmo quase esquecem a marca, reduzida a um piscar de olho fugaz.

Marca: Conrad Hotels & Resorts. Título: Metamorphosis. Agência: Y&R New York. Direção: Nick Losq. EUA, Maio 2012

Troca cabeças

Os antigos acreditavam que quando alguém falecia a alma deixava o corpo num derradeiro sopro. No nosso caso, é diferente. São precisos três, quatro, meia dúzia de sopros. A multiplicação das almas e dos corpos está no vento. Deixamo-nos encantar pelos anúncios, mais ou menos sofisticados, com metamorfoses e transfigurações em série. Retenho três, por sinal quase gémeos: Face-off (Stimorol, 2012); Sofia Vergara (Kmart, 2011); e Look what’s inside (Pillows, 2007). Uma inspiração em cadeia (para não lhe dar outro nome).

Face-off (Stimorol, 2012)

Sofia Vergara (Kmart, 2011)

Look what’s inside (Pillows, 2007)

Levitação 2

Por falar em suspensão da gravidade, a Madonna levita a pequena altura no vídeo musical da canção Frozen. Até lembra a Marilyn Monroe fotografada pelo Philippe Halsman.

Philippe Halsman. Marilyn Monroe

Projeção inidentitária

Apenas habituados à projeção mapeada nas fachadas de edifícios, a humanidade dá mais um passo: o rosto torna-se tela. Neste anúncio da Samsung, as imagens são projetadas diretamente no modelo. Resulta uma imagem em constante mutação, uma inidentidade radical. Um bom exemplo para as aulas dedicadas à fragmentação do eu na vida quotidiana. Não tão bom como o Zelig (1984) de Woody Allen, mas muito mais curto (menos 78 minutos) . E nos tempos que correm, pelos vistos, quanto menos, melhor!

Marca: Samsung. Título: Explore Your Dual World. Março, 2012.

Mulheres-gafanhoto

O vídeo Butterfly Woman, de Roni Kleiner, lembra as metamorfoses e as mulheres-gafanhoto  de Graça Morais. Dezenas e dezenas de pinturas obsessivas… Segue uma galeria com uma pequena amostra.

Metamorfoses no feminino

O Nelson Zagalo enviou-me, em boa hora, um anúncio do Roni Kleiner. Obra congeminada e burilada até ao último pixel. Reencontramos esta arte de filigrana digital no seu vídeo musical “Butterfly woman”. Um jogo dramático de espelhos, corpos e metamofoses entre o feminino humano e animal. Um vídeo a transbordar de movimento, dobras, dilacerações, excessos e fragmentos, traços e procedimentos característicos do grotesco e do neobarroco.

Sair da casca

No anúncio mais recente da Old Spice, o cavalo é substituído por uma super mota. Bem feito, o anúncio tem ritmo, metamorfoses, plasticidade identitária e uma representação enferrujada das relações de género. Mas não é completamente original. O anúncio Check out the  inside, da Unilever, publicado em 2007, também tem ritmo, metamorfoses, peles a estalar, plasticidade identitária e uma representação arrojada das relações de género. Mas, para além da mota e do género, são bastante diferentes.

Marca: Old Spice. Título: Motorcycle. Agência: Wedden+Kennedy. Direcção: Tom Kuntz. EUA, Novembro 2011.

Anunciante: Unilever. Título: Check out the inside. Agência: Baumann Ber Rivnay Saatchi&Saatchi. Direcção: Yariv Gaber. Israel, 2007.