Tag Archive | fluído

Feronomas

Interpol2Charlie White é um realizador cujo fascínio pela iconografia porno é conhecido. Neste videoclipe Lights, para os Interpol (2010), o enredo resume-se em poucas palavras: acompanhada por duas ajudantes orientais, uma mulher, a “Pheromone Doe”, despe-se e veste-se com latex, injecta e expele um líquido seminal. Não obstante a carga erótica, Lights é um vídeo estranho e desconfortável. Lembra filmes como Histoire d’O (1975). Lembra, também, embora de uma forma invertida, o videoclipe All is full of love, de Chris Cunningham, para a Björk: erotismo eufórico de máquinas humanizadas versus erotismo disfórico (sacrificial) de humanos maquinizados, ambos percorridos por fluídos aparentemente seminais. Enfrentam-se no filme Blade Runner (1982), com humanos demasiado máquinas a perseguir máquinas demasiado humanas.

Charlie White. Interpol: Lights. Interpol.2010

Chris Cunningham. Björk. All is full of love. 1999.

Abraço elétrico

A publicidade do Infiniti sempre teve apetência por fluxos e fluídos turbulentos em interação com o automóvel. Assim acontece, por exemplo, com os fluídos líquidos nos anúncios G-spot & FXM (em baixo) e Wave (https://tendimag.wordpress.com/?s=infiniti), ambos de 2006. Neste novo anúncio, Blue Essence, são as descargas elétricas que adquirem protagonismo. A exuberância da cor mantem-se, tal como o bailado do carro com os fluxos envolventes. No século XIX, falava-se muito no “beijo elétrico”. Neste caso, trata-se mais de um abraço.

Marca: Infiniti. Título: Blue Essence. Agência: TBWA ELSE Passion Paris Productions. No country, Abril 2012.

Marca: Infiniti. Título: G-spot & FXM. EUA, 2006.