Perda

Procol Harum. Home. 1970.

“Que é pior do que fazer o mal quando se pretende fazer o bem?” (Jean-Michel Guenassia, Le club des incorrigibles optimistes, 2009).

Há várias maneiras de almejar simbolicamente o futuro. Chamar o bem, com fogo de artifício; esconjurar o mal, com uma canção fúnebre. Se 2021 seguir 2020, seremos constrangidos a aproximar o bem e a afastar o mal. Para além das bem-aventuranças e dos exorcismos, pode-se optar pela homeopatia do mal. Algo como reciclar o mal.

Procol Harum. Nothing that i didn’t know. Home. 1970.

Etiquetas:, , , , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: