Um nada muito bonito

O principezinho e a rosa

Uma pessoa apega-se às coisas pequenas. Amanhã, vou ter um grão de reconhecimento público. Um quase nada de não sei quê! Algo como uma rosa minúscula, um abraço da terra natal. Apetece-me ouvir “sinos”. Por exemplo, Baldassare Galuppi (1706-1785) ou, um século depois, Franz Liszt (1811-1886).

Baldassare Galuppi: Sonata No. 5 in C Major – 1. Andante · Arturo Benedetti Michelangeli. 1965.
Franz Liszt. 6 Grandes Etudes de Paganini in G-Sharp Minor “La Campanella”, S. 141: III. Allegretto. Intérprete : Chong Park.

Etiquetas:, , ,

About tendências do imaginário

Sociólogo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: