Tag Archive | pais

Obrigado mãe por não seres pai

Picasso. Les Fumeurs de Pipe. 1903.

Dividir a humanidade em fatias é um vício divino. Assim se criou o homem e, da sua costela, a mulher. Encarar o diferente como diferente é sensato. Não aceitar a diferença é questionável. Hierarquizar faz parte do jogo político. Na publicidade, tornou-se hábito inferiorizar os homens, mais os seus privilégios, preconceitos e defeitos.

Educar uma criança é uma responsabilidade complexa, por acréscimo imprevisível como o caminho marítimo para a Índia, nos Lusíadas de Camões. É fácil cometer erros.

O anúncio alemão “Danke, dass du nicht Papa bist”, da EDEKA, é, em abstracto, parvo. Não há cúmulos de leviandade e infortúnio. O anúncio é uma procissão de disparates. Convém desvalorizar uns para valorizar outros? Diminuir os pais para festejar as mães? Logicamente, não.

No fim de Maio, volvidas três semanas, a EDEKA publica, agora, para a festa do pai, o anúncio Danke Papa. Não há reparação, mas ironia: Obrigado, Papá, por não seres mãe.

Os anúncios publicitários são produzidos em função dos objectivos por profissionais experientes. Um anúncio polémico, e cómico, pode comportar dividendos de notoriedade à marca. Este não é nem o primeiro nem o último caso.

Supermarket giant Edeka is facing a wave of social media indignation over a Mother’s Day online video clip ridiculing fathers’ parenting skills, with both men and women calling the film “sexist” (…)Since it was posted on YouTube on Sunday, the ad has exceeded a million views, with thumbs-down “dislikes” fastly outnumbering likes (https://www.thelocal.de/20190508/german-supermarket-chain-edeka-slammed-over-sexist-mothers-day-video).

Marca: Edeka. Título: Danke Mama. Agência: Jung von matt / Next Alster. Alemanha, Maio 2019.
Marca: Edeka. Título: Danke Papa. Agência: Jung von matt / Next Alster. Alemanha, Maio 2019.

Adão, José & cia

BoticárioNascemos para ser pais! Cada vez menos. Nascemos para falhar! Cada vez mais. Nascemos, fatalmente, para ser filhos. Mas existem efemérides que nos resgatam. Por um dia, somos pais ideais. Hoje, domingo, 12 de Agosto, é o Dia dos Pais no Brasil.

Marca: O Boticário. Título: Pais; Agência: AlmapBBDO. Direcção: Luciano Podcaminsky & Heitor Dhalia. Brasil, Agosto 2018.

À procura da manhã clara

nescafeDois anúncios da Nescafé. Um mexicano. outro vietnamita.  No anúncio mexicano Wake up to life: sunrise, o sol anda um tanto a quanto esquecido e atrasado. O povo procura a luz e o Nescafé substitui o galo, mudo e sombrio, como catalisador da madrugada.

Marca: Nescafé. Título: Wake up to life: sunrise. Agência: Publicis México. México, Fevereiro 2015.

No anúncio vietnamita I love Vietnam, o Nescafé é um ícone ou um hino de um povo adorável que adora um país adorável. Belas imagens.

Marca: Nescafé. Título: I love Vietnam. Agência: Publicis Ho Chi Mihn. Direcção: Mark Toia. Vietname, Outubro 2016.

O título do artigo é um verso roubado ao Canto Moço, de José Afonso.

José Afonso. Canto moço (Filhos da madrugada). Traz outro amigo também. 1970.

O Corpo e a Imagem

Dtac. The Power of Love

A propósito da integração de lusodescendentes na sociedade portuguesa, aludi num encontro internacional (Universidade Nova de Lisboa, 9 a 12 de Julho) às consequências da perda ou da hibernação dos laços sociais. Não podem as “redes sociais”, o skype e outras ferramentas de comunicação à distância facultar alternativas? Os laços sociais requerem tempo, proximidade, intercorporalidade e materialidade. Ainda não há abraços electrónicos; e os emigrantes portugueses em Paris não se reúnem no Natal à volta de um bacalhau virtual. Ainda há símbolos que exigem materialidade. Um mero contacto ou um simulacro não configuram um laço social. Que o diga este anúncio tailandês. Os estímulos maternos via tablet não conseguem que o bebé pare de chorar. Foi preciso o colo do pai. O corpo em vez do ecrã. Na ponta da tecnologia, o amor.

Marca: Telco Dtac. Título: The Power of Love. Agência: Y&R Thailand. Direcção: Kumphol Whitpiboolrut. Tailândia, Julho 2014.