Tag Archive | Ogilvy & Mather

Terrivelmente delicioso

Peixe Leão. Colômbia
O anúncio Terribly Delicious incide sobre uma variedade de peixe que se tornou uma epidemia ambiental. Para o combater, nada como o transformar em petisco nacional. Coma-se a praga!

Por cá, também existem infestantes. Se nas águas do Pacífico prolifera o peixe leão, no nosso País, nada o peixe gato e engorda o peixe orçamento (budget fish). Falta-nos, no entanto, a voracidade colombiana. O peixe orçamento tira-nos o apetite.

Anunciante: Ministerio de Ambiente y Desarrollo. Título: Terribly Delicious. Agência: Geometry Clobal Colombia / Ogilvy & Mather. Direção: Agustin Calderon. Colômbia, Maio 2014.

O homem, a cerveja e a maturidade

schneider_perdon_ogylvi

Guardei este anúncio num recanto da memória à espera que amadurecesse. É avesso à interpretação. As aberrações dos homens gratificam-se com cerveja? Cerveja é recompensa. A concentração masculina em torno da cerveja representa uma espécie de alívio para as mulheres? Cerveja é libertação. Beber cerveja regenera os machos mal comportados? Cerveja é  purificação. Não vale a pena torrar o cérebro com mais conjecturas, a agência Ogilvy & Matter explica: mais do que regenerar, os homens amadurecem. Percorrem, tal como a cerveja, um delicado processo de maturação. Cerveja é maturidade. “The taste and quality of a Schneider Beer could be summarized in a big secret: maturation time. Ogilvy & Mather Argentina and Schneider visualized that this maturation is the same that men need: conquering a blonde and a brunette, cheating on your girlfriend, sneaking out, etc. Somehow, this is the first commercial of the category dedicated to women, and we like that very much. “Forgiveness” is a sincere apology from male to women for the immaturity and maleness” (Ogilvy & Matter).

Em suma, este anúncio é dedicado às mulheres promovidas a crónicas vítimas passivas. Vale o “arrependimento” do macho imaturo. Mas os homens também não ficam bem no retrato: porcos, incómodos e imaturos.

Eis uma explicação rebuscada. Mas explicações há muitas. Numa cabeça cabem vários chapéus. Há muitas… Ou, eventualmente, nenhuma! Um anúncio não tem que fazer sentido. Cumpre-lhe, isso sim, ter efeito. Um estímulo, para surtir efeito, não tem que passar pela lógica ou pela razão. A maioria dos estímulos que nos excitam pouco sentido apresentam. A publicidade propicia-se a este hiato da razão e do sentido. O que importa não é convencer mas impregnar a vontade, com arquétipos, imagens, sensações, sentimentos, emoções…

Quem fala em cerveja, pensa em beber. E a quem bebe pode-lhe apetecer cantar. Segue, a propósito, um Toudion,  uma canção de taberna do Renascimento, tocada pelos Die Streuner (Wein, Weib und Gesang –Vinho, Mulheres e Canto- 1998). A primeira vez que a ouvi cantou-a um grupo de amigos do Coro da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, há cerca de trinta anos, num casamento. Cantavam melhor que os Die Streuner.

Marca: Shneider. Título: Forgiveness. Agência: Ogilvy & Mather Argentina. Direção: Luciano Podcaminsky. Argentina, Janeiro 2013.

Die Streuner. Tourdion. Wein, Weib und Gesang. 1998

Tourdion (letra)

Quand je bois du vin clairet
Amis tout tourne, tourne, tourne, tourne
Aussi désormais je bois
Anjou ou Arbois

Chantons et buvons
À ce flacon faisons la guerre
Chantons et buvons
Mes amis
Buvons donc

Hey, der gute, kühle Wein
Macht alles kunterkunterbunt sich drehen
Holt die Gläser schenket ein
Anjou und Arbois

Vivat! Singt und trinkt
Und leert die Flasche bis zum Grunde
Singt und trinkt mit uns den Wein
Schenket ein

Uma realidade mais fictícia do que a ficção

Os anúncios com formato de documentário não datam de agora, mas estão francamente na moda. Foram vedetas no último festival de Cannes. Tudo serve para construir realidades, as evidenciar ou tornar palpáveis: uma instalação, uma intervenção, uma filmagem oculta, uma performance, um evento… Este notável anúncio da Ogilvy & Mather Argentina é, a esse título, um bom exemplo.

A hipermodernidade habituou-nos a ficções que são mais reais do que o real. O dispositivo de Mi primer amigo, mais do que retratar, cria realidade, com realidades. A fórmula agora é outra: cria-se uma realidade que é mais fictícia do que a ficção, com tudo o que isso comporta em termos de convicção, absorção e emoção.

Nada está ao abrigo da voracidade da publicidade. Nem o parto, nem o acto médico, nem a maternidade, nem os primeiros gestos de dois bebés. Não há honra nem vergonha, vida ou morte, tabu ou conveniência, bom ou mau gosto, religiosidade ou sentido de estado, que não possa ser tema de anúncio, que não conste do cardápio da publicidade. Também na arte, há cerca de um século, a assinatura do artista se tornou omnívora.

Marca: Huggies. Título: Mi primer amigo. Agência: Ogilvy & Mather Argentina. Direção: Ariel Evasio. Argentina, Agosto 2012.

“Con una acción muy emotiva y llena de ternura, Ogilvy Argentina y Huggies desarrollaron Mi primer amigo.

La idea principal de esta acción fue que dos bebés recién nacidos compartan una cuna especial y pasen el día del amigo juntos.

La acción se registró en la Clínica Bazterrica y contó con el apoyo tanto de los padres de los recién nacidos, como de obstetras y enfermeras del lugar.

Enzo y Thomás, los bebés protagonistas de esta historia, comenzaron sus primeras horas juntos.

Ariel Evasio, director del proyecto, comentó: “Ha sido muy buena la predisposición de Alejandro Javier Muñiz, director de la clínica, que puso el lugar a disposición para poder registrar este momento increíble que nos regalaron los recién nacidos”.

Agencia y cliente se contactaron con distintos obstetras y visitaron a las parejas que esperaban hijos en el día del amigo: “Pudimos acompañarlos en el último tramo de la espera. Compartimos la ansiedad de preparar el bolso y los seguimos hasta la clínica hasta que los dos amigos nacieron. A las pocas horas, cada uno tenía a su primer amigo al lado”, contaron.” (Adlatina: http://www.adlatina.com/notas/noticia.php?id_noticia=46816).

Paixão. Estilo alemão

Ontem, a Surpresa; hoje, a Paixão. Ambas, estilo alemão. Uma pitada de preconceito não faz mal a ninguém, pois não? Tanto mais que o grupo alemão Commerzbank AG detém 96% do Bank Forum. Acresce que a campanha obteve bons resultados (ver vídeo 2).

Anunciante: Bank Forum. Título: Passion. Agência: Ogilvy & Mather Ukraine. Direção: Mikko Lehtinen. Ucrânia, 2011.

Bank Forum “German Style” Case Film.

Surpresa, estilo alemão

Sem palavras.

Anunciante: Forum bank. Título: Surprise. Agência: Ogilvy & Mather Ukraine. Direção: Mikko Lehtinen. Ucrânia, 2011.

Chuva de sangue

Um cenário de sonho para vampiros: chove sangue. É só estender a língua e deixar correr a música ( “Rain Drops Keep Falling On My Head”). Original e intrigante, este anúncio remete para a série “True Blood” da TWC. Termina, aliás, com uma das suas atrizes: Deborah Ann Woll.

Anunciante: TWC. Título: Enjoy better:  Rain. Agência: Ogilvy & Mather. Direção: Nicolai Fuglsig. Julho 2012.

O espelho de Arquimedes em versão pós-moderna

Yoshinari Kamiya, japonês, é um director de publicidade original com queda para anúncios grotescos e surpreendentes. Aos anúncios já publicados (por exemplo, https://tendimag.wordpress.com/?s=Yoshinari+Kamiya), acrescento mais dois. No primeiro, a pele depilada de uma jovem reflecte melhor a luz do que os espelhos de Arquimedes. Mais fulminante do que um raio laser. No segundo, um arremesso de bowling falha por triz. Melhor, por um pelo!

Marca: Esthe. Título: Beam. Agência: Ogilvy & Mather Japan. Direção: Yoshinari Kamiya. Japão, Novembro 2006.

Marca: Esthe. Título: Beauty Bowling. Agência: Ogilvy & Mather Japan. Direção: Yoshinari Kamiya. Japão, Maio 2009.

Amizade sobre rodas

Há anúncios que não mostram o produto. Já se sabe! Há anúncios que convocam maus sentimentos e péssimos valores (e.g, anúncios do Ford Sport Ka). Já se sabe! Há anúncios que em vez do produto mostram maus sentimentos e péssimos valores. Fica a saber-se! Mas contam uma história, entranham-se e vendem!

Marca: Toyota Yaris. Título: Friends. Agência:  Saatchi & Saatchi, Puerto Rico. Direção: Cali Ameglio. Porto Rico, Maio 2012.

Marca: Ford Sport Ka. Título: Bird/Cat. Agência: Ogilvy & Mather. UK. 2004.