Tag Archive | Afogamento

O naufrágio da modernidade

BBK. Bihar. 2022

Nada como uma boa ideia, de preferência simples e com impacto. Muito impacto. Mesmo que seja num ventre mole. Muito mole. A iniciativa Bihar, uma escultura hiper-realista de uma menina a afundar-se na ria de Bilbao, promovida pela instituição financeira BBK (Bilbao Bizkaia Kutxa), conseguiu uma gigantesca notoriedade gratuita no horário nobre da comunicação social ao nível planetário. Antecipando o futuro, em particular a ameaça das alterações climáticas, a campanha nos media, Leão de Prata em Cannes, desdobra-se num anúncio (2:15) e numa curta-metragem (17:01).

Anúncio – Anunciante: BBK. Título: Bihar: Elegir el mañana. Agência: LLYC. Música: Ólafur Arnalds – Only The Winds. Espanha, março 2022.
Curta-metragem – Anunciante: BBK. Título: Bihar: Elegir el mañana. Agência: LLYC. Música: Ólafur Arnalds – Only The Winds. Espanha, março 2022.

Deflorestação

Quino. Pensamiento

Quino. Pensamento

Este blogue anda meio macabro. Não é de estranhar. Participo numa equipa de investigação sobre a morte nos media e estou a dedicar-lhe a escrita de um livro. A própria sociedade também anda obcecada com a morte. Tropecei com anúncio argentino Sin bosques nos ahogamos todos, da Greenpeace. O título é sugestivo: nos ahogamos todos. Mas o vídeo reforça: um homem, fechado num recipiente transparente, fica sem ar, à medida que as florestas são destruídas, até ao afogamento. Um “espectáculo” de morte.

Anunciante: Greenpeace. Título: Sin bosques nos ahogamos todos. Agência: Wofbpp. Argentina, Agosto 2016.

Para contrariar esta onda funesta, pesquisei as entradas felicidade, alegria e vitalidade nas bases de anúncios. Saiu este Moved by Magic, da rádio Magic FM. Estimulante.

Marca: Magic FM. Título: Moved by Magic. Agência: Mother. Direcção: Daniel Kleinman. UK, 2003.

 

Águas mortais

still_from_respect_the_water_breathe_film_660x315

Mais dois anúncios de sensibilização. Para não variar, chocantes. Educação pelo medo: diabolizar e exorcizar. Educação pelo exemplo: para determinados erros, a condenação é assustadora. Assim se pregou na Idade Media, na Contra-Reforma e noutras épocas a caminho do risco zero. Nestes anúncios, o medo é a pedra de toque, e o choque, a arma. “A educação pelo medo deforma a alma”. Não discordo de Coelho Neto (1864-1934), mas dá vontade de o retocar: A educação pelo medo é obra de almas deformadas.

Marca: RNLI. Título: The breathe test. Agência: Leo Burnett Change. Direcção: Tomas Mankovski. UK, Julho 2015.

Marca: RNLI. Título: Dangerously Unpredictable. Agência: Leo Burnett Change. Direcção: Tomas Mankovski. UK, Julho 2015.