Tag Archive | mulher objeto

Lavagem a seco

naochove-960x315

Neste anúncio da Conservação da Natureza do Brasil, uma bela jovem lava um carro, imagem gasta do rosário das mulheres objecto. Sendo a causa louvável, será justo continuar a falar em mulher objecto? Por que não actriz principal ou actriz secundária? Este anúncio é um simulacro. A mulher está a fazer de pin up. Será que a representação é “mais real do que o real”? Será que estamos perante uma falsa pin up mais pin up do que uma pin up verdadeira? O mundo anda tão confuso!

Anunciante: The Nature Conservancy Brasil. Título: Não chove, não lavo. Agência: Africa. Direção: Alaska. Brasil, Outubro 2014.

Inversão de papéis de género

Homem grávidoUm amigo enviou-me este vídeo produzido por estudantes canadianos sobre a representação da mulher na publicidade. Lembra-me o livro Gender Advertisements, de Erving Goffman (1976), bem como o livro de Silvana Mota-Ribeiro (Retratos de mulher, Porto, Campo das Letras, 2005). A parte final, simulando uma troca de papéis, está particularmente bem conseguida. Mas não é preciso forjar a inversão de papéis de género. Já existe, ostensivamente, nos anúncios publicitários atuais. Ver, por exemplo, os artigos: https://tendimag.com/2011/10/27/o-poder-da-lingerie/; https://tendimag.com/2011/10/19/a-mulher-o-homem-e-o-objecto/; https://tendimag.com/2013/03/25/discriminacao-de-genero/; https://tendimag.com/2013/04/26/o-lado-feminino-do-homem/; https://tendimag.com/2013/02/22/barriga-de-cerveja/.

Representations of W0men and  Men in advertising. Women and Gender Studies class at the University of Saskatchewan by Sarah Zelinski, Kayla Hatzel and Dylan Lambi-Raine.

Figuras decorativas estimulantes

As figuras decorativas estimulantes estão de volta. Melhores que as bailarinas das caixinhas de música. É verdade que nunca chegaram a desaparecer. Mas estão de volta! Um homem, uma mangueira e meia dúzia de mulheres empenhadas numa limpeza dançada do motor… Não comento mais! Mas lembro-me. Lembro-me das cinco figuras decorativas com instrumentos musicais do vídeo Addicted to love, de Robert Palmer (1986). O mesmo ritmo, os mesmos gestos, os mesmos efeitos…

 

Marca: Rompetrol. Título: Machine Maids. Agência: Mccann Pr Romania. Direção: Peter Dietrich. Roménia, Novembro 2012.

Robert Palmer. Addicted to Love. 1986.