Tag Archive | donzela

A donzela e a morte: morrer a teu lado

mourir-aupres-de-toi

Premiado com um óscar em 2014 (Her, melhor roteiro original) e realizador do filme Quero ser John Malkovich (1999), Spike Jonze destaca-se, ainda, como um dos mais consagrados realizadores de vídeos musicais. To die by your side é uma curta-metragem em stop motion. Uma história de amor entre uma donzela e um esqueleto que convoca várias figuras clássicas da morte: a dança da morte, o beijo da morte e o golpe da morte. Acrescente-se a crença de que a morte, mesmo quando apaixonada, acaba sempre por matar, involuntariamente, o ser amado. É a sua vocação e o seu destino. Um reparo: não é a morte, o esqueleto, que conduz a dança mas a donzela. A revista Time considerou To die by your side o melhor vídeo do ano (2011).

Spike Jonze. Mourir auprès de toi (To die by your side). Dir. Simon Cahn e Spike Jonze. 2011.

Cem donzelas crepitantes

Frigideira japonesaAdoramos paradas e listas (Umberto Eco): fanfarras, eventos desportivos, cortejos académicos, romarias, congressos, concursos… Cem donzelas em mini saia a cozinhar uma panqueca, eis uma parada palpitante. Depois das esferas e das peças de automóvel, um dominó com panqueca e frigideira, mediante coreografia em série feminina. Cem criadas para cozinhar uma panqueca não condiz com a reputação da produtividade japonesa. Mas não se trata de uma panqueca qualquer! É uma panqueca de luxo, digna de assinatura. Assim como há alta costura também há alta cozinha. Esta panqueca é especial. Sabe a cem donzelas e faz crescer o cabelo! A panqueca não é para comer, é para colocar, quentinha, na cabeça.

Estou a desconversar. Hoje, acordei para desconversar. É a missão do dia. O novo milénio está a servir-nos tantas maravilhas que não há mezinha que resista. As cem criadas japonesas recordam-me as quatro instrumentistas do vídeo musical Addicted To Love, de Robert Palmer. Porquê? Pela sincronia? Pela precisão dos gestos? Pela estética robótica? Pelo resto, certamente.

Em suma, um excelente anúncio!

Marca: FlavorStone. Título: 100 Sizzling Japanese Maids in Action. Agência: Dentsu (Tokio). Japão, Janeiro 2015.

A Donzela e o Unicórnio

Livro de Horas de Engelbert de Nassau. Flandres, ca. 1470-1490.

Livro de Horas de Engelbert de Nassau. Flandres, ca. 1470-1490.

Nem sempre é fácil encontrar uma imagem que condiga com uma música. Nessas circunstâncias, nada como esquecer a música e optar por uma imagem que nos agrade, se possível com um grão de exotismo. A música “In The Beginning Was The Word”, de Lisa Gerrard e Marcello de Francisci (Departum, 2010), segue, desta sorte, rodeada por unicórnios medievais: uma iluminura do Livro de Horas de Nassau (ca. 1470-1490) e uma galeria com as seis tapeçarias de La Dame à la Licorne, uma para cada sentido, mais a que sobra para o desejo (finais do séc. XV: Museu de Cluny, Paris).

Lisa Gerrard e Marcello De Francisci. In the beginning was the word. Departum. 2010.